Filho do Leão


The Real Me
16 março, 2010, 2:03 pm
Filed under: Intimista, Vida cristã | Tags: , , , , ,

Imagens por trás do reflexo do espelho

Há dias em que eu acordo e não gosto nada do que vejo no espelho…ou melhor, não gosto de tudo o que há por trás daquele rosto refletido no espelho. Quando minhas atitudes são tão desprezíveis, ou será que elas só revelaram a podridão que sempre esteve lá? Aquela latente vontade de fazer o que é errado? Aquelas fraquezas de causar ojeriza, náuseas, êmeses…?

Depois de me sentir tão indigno e impuro, começo a me perguntar: “E se eu me mostrasse completamente sem máscaras? O que as pessoas pensariam? O que as pessoas fariam? Será que ainda diriam frase como: ‘Eu te amo’, ‘Eu te admiro’, ‘Eu gosto de estar contigo’ e outras como essas…? Será? Será que restaria algum amigo?”

No poço do sentimento da completa inadaptação, eu mesmo me respondo que nenhuma delas permaneceria!

Se nem eu tenho vontade de continuar a conviver com esse ser, que eu escondo o máximo possível, quem mais quereria passar tempo, o mínimo que fosse, com tal ser?

A única certeza é de que Deus continua a insistir em me querer, mesmo conhecendo esse amontoado de fraquezas tão notáveis e inegáveis existentes em mim! Às vezes eu pergunto a Ele: “Por que você não desiste de mim?”. Tenho a impressão de que seria mais fácil se Ele desistisse de mim, se não tivesse tanto amor assim por mim. Mas graças a Deus, graças à graça de Deus, a qual ainda me alcança!

Ô graça imensurável e incompreensível…Gostaria de entendê-la tanto quanto gostaria de conseguir recebê-la, ou melhor, aceitá-la nesses momentos de inadequação. Por que se é graça, em sua essência ela é para momentos ou pessoas inadequadas, inaptas, inaceitáveis, imperdoáveis de outra maneira deixa de ser graça, deixa de ser imerecida e torna-se passível de compra, troca, negociação.

Por tudo isso, o que eu posso fazer é receber, na minha indignidade, todo o digníssimo, distinto e imensurável amor do Pai das luzes em quem não há mudança, nem sombra de variação e, portanto, continua me amando, mesmo conhecendo meus pecados passados e todos os que ainda vou cometer!

Jesus na vida, galera!

C. H. Leonel



Sonhos…reais? Por quê?
8 agosto, 2008, 5:08 pm
Filed under: Intimista | Tags: , , , , ,

É coisa de doido isso!

Você acha que conseguiu ficar longe daquela situação que traz dor, só porque ficou a quilômetors dela!
Mas sentimentos estão dentro de você…a dor inclusive!

E esse tal de inconsciente que insiste em aparecer nos sonhos???
Sonhos…por anos me escondi neles…sabe aquele lugar de fantasia, quimera, utopia? Ou como você quiser chamar!

A realidade não está como eu quero? Resultado: sono! muito sono!

Mas esqueço, ou não quero lembrar, que a realidade da alma de alguma forma se expressa durante os sonhos… e isso me assustou!

Sentimentos que eu pensei já terem passado…ficaram tão vivos…situações resolvidas, que na verdade, não estão tão bem resolvidas assim, afinal!

Chegar à realidade é necessário…ficar num mundo onde tudo é perfeito é doentil!
Quero saúde emocional!
E para tê-la…esses monstros, dos quais fujo durante o dia, mas me pegam à noite, precisam ser enfrentados por mim mesmo! Eu e mais ninguém! Quer dizer…Deus sempre dá uma mãozinha,né? =P

C.H. Leonel

*Pinturas de Salvador Dali